Página Inicial » Dietas e Nutrição » Controle a alimentação a partir da mente

Controle a alimentação a partir da mente

controlar a alimentacao com a menteJá ouviu falar no poder que a mente tem sob as ações do corpo? Se não, fique sabendo que o cérebro é capaz de ajudar, ou a prejudicar um desempenho de exercício, fala e até mesmo na alimentação. Isso mesmo, a massa cinzenta que ocupa as cabeças humanas pode ser responsável por ajudar a ter um melhor desempenho na dieta.

De acordo com o neurocirurgião Dr. Fernando Gomes Pinto, do Hospital das Clínicas de São Paulo, quando a barriga ronca, após um longo período sem alimento no estômago, significa que o organismo está respondendo à ação da grelina, substância que sinaliza o hipotálamo, região do cérebro responsável por programar o circuito cerebral da fome.

O especialista explica também que uma combinação de líquidos, cafeína, vitaminas e carboidratos compõem a quantidade ideal de energia que os neurônios precisam para funcionar adequadamente.

O hipotálamo é a região cerebral a qual é responsável pelo apetite de qualquer pessoa. Ou seja, quando acionado, o corpo sente que precisa de mais energia, o que significa, ingerir mais alimento para recuperar o que foi perdido. Gomes informa também que os níveis sanguíneos de glicose, insulina, os hormônios grelina e leptina são monitorados para avaliar se o organismo tem calorias e nutrientes suficientes para funcionar ou não.

Para que os níveis de glicose sejam estáveis durante o dia, é extremamente importante realizar três refeições maiores todos dos dias intercaladas por pequenos lanches. Então um café da manhã reforçado, um almoço ponderado com proteínas e carboidratos e um jantar menos pesado constituem as três maiores refeições”, exemplifica o médico acrescentando que “com o combustível do cérebro completo, aumentamos nossa concentração, a agilidade mental, a paciência e até o bom humor já que cada grupo de alimento exerce uma função no cérebro”.

E essa alimentação fracionada é o que faz toda a diferença para o bom funcionamento da mente. “A ingestão de grande quantidade de alimentos em uma refeição única no dia provoca grande gasto energético para o sistema digestivo e consequentemente sonolência, o que diminui muito a performance mental”, completa Dr. Fernando.

Abaixo, o neurocirurgião cita dez alimentos e explica porque são considerados os melhores para o cérebro:

Tipos

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Funcionalidade

Alimentos

Líquidos

Utilidade na estabilização da circulação sanguínea e no transporte dos nutrientes

Água, chás e frutas

Carboidrato

Fonte de energia e fornecem glicose

Cereais integrais, frutas e vegetais

Ferro

Auxilia no transporte de oxigênio

Carne vermelha, germe de trigo, aveia, espinafre, lentilha, soja e feijão

Cálcio

Auxilia na condução dos sinais neurais

Leite e derivados, nozes, cereais integrais, brócolis, agrião, verduras, figo e farinha de aveia

Zinco

Contribui para o equilíbrio neuroquímico, é importante para a memória e para a concentração

Carne, ovos, peixe, cenoura, pão integral, batata e gergelim

Ácidos graxos insaturados e ômega 3

Forma membrana celular dos neurônios

Peixes de águas frias, nozes, espinafre, óleo de milho e óleo de soja

Vitamina B, tiamina

Funcionamento das células do sistema nervoso central, é necessária para o metabolismo da glicose

Cereais integrais, farinhas de aveia, germe de trigo, leguminosas, nozes e carne suína

Fenialanina, tirosina

Importante para o estado de vigília e para a concentração e atuam como precursoras da epinefrina, norepinefrina e da dopamina

Peixes (atum e truta), carne, derivados do leite, soja, amendoim, amêndoas, germe de trigo e queijo tipo cottage

Serina, metionina

Aprendizagem e memorização e atuam como precursoras da aceticolina

Peixes, frango, peru, carne bovina, castanha de cajú, germe de trigo, brócolis, ervilha, espinhafre, arroz e pão integral

Cafeína

Dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro e ajuda na melhora da memória e a capacidade de concentração

Café e nos chás preto e verde

 

 

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!