Página Inicial » Dietas e Nutrição » Conheça todos os benefícios do feijão e se ele engorda ou emagrece

Conheça todos os benefícios do feijão e se ele engorda ou emagrece

O feijão é ricos em vitaminas do complexo B, ferro, sais minerais e excelente fonte de proteínas. Conheça todos os seus benefícios para saúde e melhores formas de preparo.

Feijão e seus benefícios

Não tem alimento mais brasileiro do que o nosso feijão: branco, preto, marrom, de corda…as opções são várias. É um dos alimentos mais nutritivos que temos na alimentação e, por conta do seu preço baixo, ele consegue chegar à mesa de vários brasileiros todos os dias. Ele é rico em ferro, proteína, vitaminas do complexo B, principalmente, fibras e carboidratos. Como se pode perceber é um alimento bastante completo.

Quem viaja para um outro país logo sente falta dessa leguminosa tão querida e apreciada. Além de comer o feijão comum de caldo, também temos a feijoada, um prato de origem africana e que acabou se tornando tão brasileiro que hoje é típico da nossa cultura. O Guia Alimentar para a População Brasileira recomenda que seja ingerido, diariamente, 1 porção de feijão ou de alguma outra leguminosa.

Os benefícios do feijão

Fonte de proteínas
Quem faz exercício físico, principalmente musculação, não pode deixar de colocar o feijão na dieta.  A proteína vegetal encontrada nessa leguminosa é formada pela lisina, um dos aminoácidos essenciais, ou seja, não conseguimos produzi-la. Em 100 gramas de feijão cozido temos 8,6 gramas de proteínas.

Porém, é preciso lembrar que o feijão não pode ser a única fonte de proteínas na alimentação já que ele não possui um alto valor biológico nesse quesito e também não oferece todos os tipos de aminoácidos essenciais que precisamos para manter a boa saúde. As melhores fontes de proteínas que temos são as carnes, mas você pode adicionar o feijão à dieta, afinal de contas ele possui outros nutrientes que também são importantes.

Melhora a prisão de ventre
Quem sofre com a constipação vai gostar dos efeitos benéficos que o feijão oferece. Ele é cheio de fibras que ajudam o bolo alimentar a passar com mais facilidade pelo intestino, favorecendo à evacuação. Além disso, a presença dessas fibras aumenta a formação de ácidos graxos de cadeia curta, fornecendo energia para as funções intestinais.

Prevenção de doenças degenerativas
As substâncias antioxidantes presentes no feijão, os chamados compostos fenólicos, são grandes aliados na luta contra o câncer, cardiovasculares e degenerativas. As fibras presentes nesse alimento também ajudam a reduzir as taxas de colesterol e os níveis de açúcar circulante na corrente sanguínea. Desta forma, reduz-se o risco de doenças crônicas.

Rico em vitaminas do complexo B
Aqui temos o ácido fólico ou vitamina B9 (antiga vitamina M) é essencial para as gestantes. A presença dessa vitamina reduz as chances de ocorrerem deformidades no feto durante o seu desenvolvimento. A deficiência desse nutriente também pode desenvolver a anemia e alterações no humor. Uma porção com 100 gramas de feijão possui, aproximadamente, 130 microgramas de ácido fólico.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Controla o peso
Até nisso o feijão ajuda. Incluir o feijão dentro de uma dieta devidamente balanceada ajuda a controlar absorção de gordura pelo corpo. As suas fibras solúveis viram uma espécie de gel dentro do estômago em contato com a gordura dos alimentos. É como uma esponja que incha na presença de água. Desta forma as fibras tomam espaço dentro do estômago e promovem maior sensação de saciedade. Em 100 gramas de feijão é possível obter 6,4 gramas de fibras.

Prevenção das cáries
O feijão um companheiro para todas as refeições, o arroz. Essa combinação ajuda a proporcionar uma dose constante de flúor. Os dois alimentos absorvem o flúor presente na água usada no preparo, ficando concentrado na saliva na hora que nos alimentamos.

Controle do açúcar
Como o feijão é rico em fibras, ele ajuda a controlar os níveis de açúcar presente na corrente sanguínea. Quando os níveis de glicose estão muito elevados, a quantidade de insulina excretada pelo pâncreas é muito grande e, com o passar do tempo, essas elevações podem desenvolver o diabetes.

Boa fonte de sais minerais
Uma das maiores famas do feijão é por ser rico em ferro. Realmente ele é um alimento muito bom para atuar na prevenção da anemia ferropriva (reduz o número de células vermelhas responsáveis por carrear o oxigênio pelo corpo). Porém, existem outros alimentos que possuem mais ferro como as carnes e as hortaliças de cor verde escura. Sendo assim, não faça do feijão a sua única fonte de ferro.

Nele também poderemos encontrar outros sais minerais como o zinco, cuja falta pode provocar convulsões e reduzir a capacidade da memória, e o magnésio, essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Feijão emagrece?

A resposta é sim, mas depende do feijão que você pretende consumir. O queridinha da história aqui é o feijão branco que possui uma proteína chamada de faseolamina responsável pelos efeitos emagrecedores. Ela consegue reduzir a transformação do amido em glicose inibindo a responsável por esse processo que é a enzima alfa-amilase.

É por isso que a farinha de feijão branco ficou tão famosa como uma forma natural e saudável de emagrecimento. Mas isso também pode ser relativo. Não pode passar da dose recomendada por dia já que o feijão também é rico em carboidratos.

Leia também: Arroz Integral – Benefícios e dicas de receitas

melhores formas de consumir o feijão

O feijão pode ser consumido nas mais diversas formas, mas o mais comum é cozido. Ele pode ser adicionado a sopas, caldos, saladas e pratos diversos. Como há uma variedade muito grande dessa leguminosa, é interessante variar o cardápio, comendo um pouco de cada tipo. Apenas uma concha é a quantidade suficiente para adquirir os seus benefícios e possui apenas 130 calorias.

Uma boa dica é deixá-lo de molho na água, pelo menos, 12 horas antes de cozinhá-lo. Isso ajuda a reduzir a quantidade de fitatos (reduzem a absorção de sais minerais pelo nosso corpo) e também ajudam a reduzir o tempo de cozimento.

Efeitos adversos

O feijão é muito famoso por causar flatulência, ou seja, as gases. Mas, você pode contornar o problema seguindo algumas pequenas dicas. O fato de deixar o feijão de molho por 12 horas é uma delas. Outra boa dica é tirar a casca do feijão, podendo usar a leguminosa para fazer uma pasta para aperitivos ou um tipo de caldo que também ficar altamente nutritivo.

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!