fbpx
Página Inicial » Saúde » Cáscara sagrada – Para que serve, benefícios, indicações e efeitos colaterais

Cáscara sagrada – Para que serve, benefícios, indicações e efeitos colaterais

Usada principalmente para a prisão de ventre, a cáscara sagrada é uma das melhores alternativas naturais com propriedades laxativas, mas seu consumo exige cautela.

Cáscara sagrada

A cáscara sagrada (também conhecida como californian buckthorn) é uma planta cujo nome científico é Rhamnus purshiana. É uma erva medicinal originária da América do Norte e acredita-se que ela é utilizada por nativos há mais de 1000 anos. É uma planta que pode atingir vários metros de altura. A parte utilizada para fins medicinais são as cascas do seu tronco.

Para que serve

Essa planta serve, principalmente, para tratar a constipação intestinal grave. Serve, também, para auxiliar no tratamento de problemas digestivos, principalmente em relação à digestão de gorduras, pois ela aumenta ainda mais o funcionamento da vesícula biliar.

Propriedades

A cáscara sagrada é composta, principalmente por glicosídeos. Possui propriedades diurética, laxante, purgante, cartática, estimulante intestinal e colagoga.

Benefícios

O principal benefício oferecido pela cáscara sagrada é a redução da constipação (prisão de ventre) devido às suas propriedades laxativas e purgantes.

A constipação é uma condição onde a motilidade intestinal é deficiente. Isso pode causar dificuldades para o organismo conseguir evacuar podendo durar por vários dias. Além da motilidade prejudicada, há formação de fezes secas e duras dificultando o esvaziamento e até causando dor. A constipação crônica é a incapacidade de se evacuar por um longo período de tempo.

A constipação geralmente é causada por hábitos alimentares inadequados através da ingestão de alimentos pobres em fibras ou até ricos em fibras, mas sem o consumo de água adequado. Pode surgir, também, por causa de medicamentos, sedentarismo, alterações hormonais, patologias intestinais, psiquiátricas e outras e por vontade própria de ficar adiando a evacuação.

Quando há ingestão de alimentos ricos em fibras é necessário que haja, também, um consumo aumentado de água para que as fibras possam fazer o efeito esperado, ou seja, ajudar a melhorar o trânsito intestinal e a formar o bolo fecal para que haja a correta evacuação.

A cáscara sagrada como laxativa, ajuda, então, a melhorar o peristaltismo das paredes do intestino melhorando a motilidade e o trânsito intestinal. Isso ocorre devido aos seus compostos cartáticos e purgantes. Com isso, o intestino funciona normalmente e promove a formação do bolo fecal normal.

Como purgante e em casos mais extremos, o composto preparado por essa planta é utilizado em doses maiores. Nesses casos, ela ajuda a limpar e a desintoxicar o cólon intestinal.

Leia também: Centella Asiática – Saiba para que serve, seus benefícios e efeitos colaterais

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais que podem ocorrer com a ingestão do chá de cáscara sagrada é através do uso das cascas novas do tronco dessa árvore para o preparo do chá. Esses efeitos são desconfortos gastrointestinais como náuseas, vômito, dores abdominais, cólicas intestinais, diarreia, entre outros. Daí a necessidade de deixar a casca envelhecer por mais de um ano antes de preparar o chá para o consumo.

A diarreia, quando severa, pode causar perda de líquidos e eletrólitos causando a desidratação, além de nutrientes como vitaminas e minerais, inclusive o potássio. Com isso, é necessário que haja reposição de líquidos e eletrólitos para restabelecer o equilíbrio hidroeletrolítico.

A diarreia também pode causar deficiência de nutrientes porque causa má absorção intestinal. Isso pode gerar um quadro de desnutrição grave diminuindo a absorção de nutrientes importantes para manter o metabolismo.

O consumo do chá feito mesmo com as cascas envelhecidas e em doses elevadas também pode causar efeitos gastrointestinais indesejados como os vistos.

Outros efeitos colaterais e mais sérios são por causa do consumo em excesso e em longo prazo. Estudos mostram que o uso crônico dessa planta como laxante, ou seja, a ingestão acima de 3 vezes na semana no período de 1 ano ou mais, pode causar alterações anatômicas no cólon com redução das pregas intestinais. Isso pode ocorrer por causa do estímulo aumentado do peristaltismo intestinal ocasionado com o consumo excessivo do chá dessa planta.

O uso crônico da cáscara sagrada também pode causar dependência e pode dar origem a uma doença conhecida como melanose coli que se caracteriza por alteração da cor da mucosa dos órgãos do trato gastrointestinal para uma cor parda. Essa patologia pode causar alterações da musculatura e nervos do cólon causando distúrbios da motilidade e das funções intestinais de forma permanente e pode fazer com que a constipação fique ainda mais agravada. Além disso, essa doença pode dar origem ao câncer colorretal.

Leia também: Chá de cavalinha: Para que serve, seus benefícios e contraindicações

O uso dessa planta também pode causar alterações cardíacas e neuromusculares, principalmente se consumida junto com medicamentos que causam interações.

O seu uso sem necessidade pode causar desconfortos gastrointestinais já como visto, além de alterar o funcionamento normal do intestino. Pode, ainda, agravar os quadros de constipação intestinal e causar séria deficiência nutricional e doenças relacionadas ao trato gastrointestinais ou não.

Indicações

Estudos científicos mostram que a cáscara sagrada deve ser indicada somente para casos de constipação mais grave, mesmo após a intervenção nutricional ter sido feita.

Ela também é indicada para ser usada antes da realização de exames relacionados ao trato intestinal e para limpeza intestinal antes de intervenções cirúrgicas.

A indicação do uso dessa planta só pode ser feita pelo profissional médico ou nutricionista após a avaliação individual já que essa substância é um composto considerado muito forte e pode causar sérios efeitos colaterais.

Contraindicações

A cáscara sagrada é contraindicada em algumas situações como diarreias, úlceras, desidratação, doenças crônicas intestinais, colite ulcerativa, inflamações intestinais, hemorroidas, doença de Crohn e apendicite. Também não é indicada para ser consumida por crianças, gestantes, lactantes e no período menstrual. Nesses casos, pode haver agravamento desses quadros ou da constipação.

Leia também: Alcachofra: Excelentes benefícios para saúde e perda de peso

Cáscara sagrada emagrece?

A cáscara sagrada não é indicada para o emagrecimento, apesar de ser atribuída a ela essa função, pois ainda não há estudos científicos que comprovem sua eficácia para a perda de peso. Com o seu uso, o que pode haver é a perda de líquidos e nutrientes gerando a falsa sensação de emagrecimento causando, na verdade, uma desnutrição.

O seu uso é contraindicado para tratar constipação ou qualquer outro desconforto gastrointestinal que não seja grave ou frequente, pois pode prejudicar a função intestinal ou agravar outras condições já presentes no trato gastrointestinal. A melhor forma de tratar constipações leves é através de uma mudança dos hábitos alimentares aliado ao consumo adequado de água.

Forma de preparo

Para o seu preparo, após coletar a casca do tronco da árvore, ela deve ficar no entre 1 a 3 anos envelhecendo para que sejam preparados os compostos e os chás para serem consumidos. Isso porque a casca nova contém glicosídeos do tipo emodina que podem causar alguns efeitos indesejados como vômitos, diarreia e outros desconfortos gastrointestinais. Com o envelhecimento, esse tipo de glicosídeo é transformado para outros tipos de glicosídeos menos agressivos, fazendo com que os seus efeitos sejam amenizados.

Depois de envelhecida, a casca serve para fazer chá. Para isso, basta colocar a casca junto com água e deixar ferver. Depois é só coar e tomar o chá.

Leia também: Spirulina: Com inúmeros benefícios, ainda auxilia no emagrecimento

Como tomar

A cáscara sagrada pode ser encontrada pronta para o consumo em drogarias, farmácias de manipulação e em casas de produtos naturais e também pode ser preparada em casa, como ensinado.

Porém, como dito, o consumo do chá da cáscara sagrada, além da quantidade e tempo de uso, só deve ser indicado por um profissional especializado por ser uma substância laxativa forte. O consumo por conta própria desse e de outros compostos laxativos e purgantes pode trazer prejuízos para a saúde.

Cáscara sagrada – Para que serve, benefícios, indicações e efeitos colaterais
5 (100%) 1 vote

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de