Página Inicial » Emagrecimento » Café verde: para que serve, seus efeitos e se ele emagrece

Café verde: para que serve, seus efeitos e se ele emagrece

O café verde, do inglês green coffee, ou extrato de grãos de café, queima calorias e emagrece sim. Conheça todos os seus benefícios, como tomar e qual a dosagem em cápsulas.

café verde para que serve emagrece comprar

O cultivo dos primeiros pés de café data do século IX tendo como principal ponto de partida a Etiópia. Esse grão só começou a se espalhar pelo mundo depois que chegou ao Egito e à Europa. A palavra café vem do árabe, de “qahwa” que em bom português significa vinho.

Isso demonstra a importância do café para esses povos. Aqui no Brasil, o grão deu status a São Paulo de estado mais rico no século XX, mas a crise de 1929 acabou com todo esse esplendor em poucos dias.


O que é o café verde

O café tem inúmeros benefícios para a saúde e muitas pessoas o utilizam como uma bebida estimulante. Muito utilizado pelos estudantes para mantê-los acordados durante horas de estudos e evitado pelos que sofrem com a insônia.

O café verde, que é o nosso tema principal, nada mais é do que o grão de café que ainda não foi torrado e não possui um sabor muito agradável, além de não possui aquele cheirinho de café que muitos amam. Porém, ele já foi apontado por produzir bons efeitos quando o assunto é emagrecimento.

Efeito emagrecedor do café verde

A principal substância que aparece no café verde e não é vista na composição do café comum é o ácido clorogênico. Ele está sendo apontado pelos pesquisadores e profissionais de saúde como o responsável por ajudar na perda de peso.

O ácido clorogênico é removido do café torrado com o calor e é isso que dá o sabor agradável. Essa substância reduz o uso da glicose pelo organismo como fonte de energia e promove a busca da gordura para esse fim. Por conta disso, o café verde também sem sido indicado para pacientes diabéticos por regular os níveis de glicose no sangue.

Outra forma pela qual o café verde ajuda na perda de peso é pelo seu efeito termogênico. Ele tem cerca de 2 a 3 vezes mais cafeína do que o café comum. Assim, ele se torna um alimento que faz o metabolismo acelerar e com isso o indivíduo gasta mais calorias do que o normal. Portanto, para aqueles que estão praticando exercícios físicos e visam o emagrecimento, o suplemento de café verde é uma ótima opção.

Outros benefícios do café verde

Efeito antioxidante
Outro benefício importante que o café verde é capaz de oferecer para nós é o fato de ter propriedades antioxidantes. Substâncias antioxidantes são excelentes para o organismo, pois ajudam no combate ao envelhecimento celular e com isso também auxiliam a reduzir a probabilidade do corpo desenvolver doenças graves como o câncer, por exemplo. Elas agem eliminando os radicais livres, substâncias que são consumidas numa alimentação ruim e também durante o processo inflamatório.

Nesse último caso, a produção dos radicais livres fica por nossa conta diante de um processo natural do organismo. Quando desejamos alcançar a hipertrofia muscular, as nossas fibras sofrem microlesões e com elas vêm os radicais livres. Assim, os antioxidantes também ajudam os músculos a se recuperar mais rapidamente conquistar a hipertrofia em menos tempo.

Conheça também o termogênico Lipo 6 Black

O principal agente antioxidante é o ácido clorogênico e ele também auxilia na oxidação das gorduras corporais acelerando o emagrecimento e também protege a pele do raio ultravioleta que é prejudicial para a saúde.

Além disso, um estudo publicado na revista Química Nova conseguiu provar que a capacidade quelante para o ferro do café verde é muito maior quando comparada a do café comum torrado. Essa capacidade é uma das características das substâncias antioxidantes. Quanto maior a capacidade quelante para o ferro maior será a capacidade da substância de sequestrar os radicais livres levando-os para fora do corpo. Isso também sugere um poder desintoxicante para o café verde.

Os diterpenos

O café verde ou green coff, por não passar por nenhum processo de torrefação ou químico consegue apresentar benefícios significativos para a saúde. Ele contém duas substâncias chamadas de cafestol e kahweol e fazem parte do grupo dos diterpenos (muito comum em plantas). Os diterpenos são substâncias lipídicas e estão diretamente relacionadas com doenças como HAS, IAM, AVC, dislipidemias e arritmias cardíacas. Estudos hoje já relacionam esses compostos com a elevação do colesterol ruim, o LDL, em cerca de 80%.

Porém, dos diterpenos têm uma natureza contraditória já que têm ação antioxidante. Por causa disso muitos estudos apontam essas substâncias como agentes protetores do sistema cardiovascular. Ainda não se sabe exatamente por qual mecanismo eles atuam, mas o que se sabe é que em quantidades adequadas os diterpenos exercem um efeito protetor para o coração e o sistema circulatório.

Efeitos colaterais e contraindicações do café verde

É preciso ter um certo cuidado na hora do consumo, pois pessoas que possuem algum tipo de doença cardiovascular devem procurar o médico para avaliação antes de começar a ingestão. O café verde também não é indicado para pessoas que possuem problemas na coagulação sanguínea como os portadores de hemofilia.

Como é um produto que possui uma grande quantidade de cafeína, o café verde não deve ser consumido por pessoas que sejam ansiosas, com hipertireoidismo, que tenham gastrites ou úlceras, problemas reumáticos, hepáticos ou mesmo gestantes e lactantes. Para saber todos os benefícios e efeitos colaterais da cafeína, você pode ler nosso artigo completo: Cafeína: Estimulante na musculação e termogênico para o emagrecimento.

Como consumir o café verde

Uma medida que tem uma indicação generalizada é o uso do café verde cerca de 200 mg por dia, sendo que essa quantidade deve ser dividida em duas, ou seja, 100 mg pela manhã e 100 mg a tarde. Usar cápsulas não é muito indicado já que a composição não é confiável. A melhor forma de consumir esse tipo de café é na forma em pó ou solúvel. Caso você prefira a cápsula, já que a outra forma é mais amarga, pode recorrer ao médico para fazer numa farmácia de manipulação de acordo com a medida ideal para o seu ritmo de vida. O mais correto é sempre consultar o médico antes de ingerir qualquer nova substância.

Referências:
LIMA, Fabiana Accioly de et al . Café e saúde humana: um enfoque nas substâncias presentes na bebida relacionadas às doenças cardiovasculares. Rev. Nutr.,  Campinas ,  v. 23, n. 6, p. 1063-1073, Dec.  2010 .   Scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732010000600012&lng=en&nrm=iso. access on  16  July  2015.  Dx.doi.org/10.1590/S1415-52732010000600012.
LIMA, Adriene Ribeiro et al . Compostos bioativos do café: atividade antioxidante in vitro do café verde e torrado antes e após a descafeinação. Quím. Nova,  São Paulo ,  v. 33, n. 1, p. 20-24,   2010 .   Sscielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422010000100004&lng=en&nrm=iso. access on  16  July  2015.  Dx.doi.org/10.1590/S0100-40422010000100004.

  1. Juliano Oliva Tassinalle

    qual é melhor termogênico: chá verde ou café verde:

  2. Sempre tomo café verde, me deixa bem mais disposta para os treinos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend