Página Inicial » Saúde » Betacaroteno – Para que serve, benefícios, se engorda e fontes nos alimentos

Betacaroteno – Para que serve, benefícios, se engorda e fontes nos alimentos

O betacaroteno proporciona vários benefícios a saúde e deve estar presente constantemente em nossa dieta. Veja as melhores fontes em alimentos, cuidados com o consumo em excesso e se ele engorda.

Betacaroteno fontes alimentos

O que é betacaroteno?

Betacaroteno é uma substância produzida por alguns vegetais. Ela é classificada como carotenóide. No organismo dos animais, o betacaroteno é precursor da vitamina A. Acontece que essa vitamina é essencial para:

  • O desenvolvimento normal do feto;
  • O crescimento adequado das crianças;
  • A acuidade da visão em pessoas de todas as idades;
  • A proteção da pele contra o envelhecimento precoce.

Dessa forma, o conteúdo de betacaroteno no organismo é algo que deve ser motivo de atenção.

Para que serve o betacaroteno?

O betacaroteno é adquirido pelos animais, incluindo o ser humano, através da alimentação. No nosso organismo, o betacaroteno, além de se transformar em vitamina A, cumpre alguns papéis importantes na manutenção da saúde e do bem-estar.

O betacaroteno é bastante usado para diminuir problemas dermatológicos causados pela protoporfiria eritropoiética (PPE). Essa é uma doença herdada em que o portador produz pouco de uma das enzimas envolvidas no bom funcionamento das hemácias.

Ela se manifesta através de ardência e lesões na pele quando essa é exposta à luz. O paciente recebe doses orais de betacaroteno de acordo com a sua necessidade.

Os fabricantes de cosméticos usam o betacaroteno nas fórmulas dos aceleradores de bronzeamento. Ele também cumpre a função de colorir alimentos como bolachas e confeitos.

Funções e benefícios do betacaroteno para o organismo

A participação na formação da vitamina A é a função mais conhecida do betacaroteno. No passado, a deficiência de vitamina A em crianças de várias partes do mundo levou a muitos casos de cegueira.

Fundamental para a manutenção de uma boa capacidade visual, a vitamina A deve ser constantemente produzida pelo corpo. No entanto, não se constrói uma parede sem tijolos. No caso da vitamina A, sua base é o betacaroteno.

As células do nosso organismo precisam estar unidas umas às outras, de forma a facilitar a passagem de substâncias entre elas. O betacaroteno estimula a produção de proteínas construtoras da junção entre as células.

Antioxidante

Os cientistas constataram que o betacaroteno tem propriedades antioxidantes. Como agente antioxidante, ele diminui a reação de oxidação tanto de lipoproteínas quanto do DNA das células. Altas freqüências de reações de oxidação estão associadas ao desenvolvimento de tumores e outras doenças degenerativas.

No entanto, os pesquisadores ainda não comprovaram a ação direta do betacaroteno na prevenção do câncer. Embora muitos testes tenham sido realizados, não se provou que quem consome mais betacaroteno está mais livre de desenvolver tumores.

Evita problemas cardíacos

Por outro lado, os pesquisadores também verificaram que a ingestão rotineira de betacaroteno evita problemas cardíacos e distúrbios visuais.

Diminui o colesterol ruim

O betacaroteno também inibe a ação de uma enzima participante da síntese de colesterol. Portanto, ele pode limitar o aumento da concentração de colesterol no sangue.

Sistema imunológico

Existem algumas evidências de que populações com níveis mais elevados de betacaroteno no organismo contraem menos doenças infecciosas. O motivo por trás disso é outra função do betacaroteno, que é a de estimular o sistema imunológico a produzir células envolvidas na defesa.

Tireóide

O betacaroteno influencia a síntese dos hormônios da tireóide e, nas mulheres, dos hormônios atuantes no ciclo menstrual.

Alimentos que são fontes de betacaroteno

As dietas que contêm mais betacaroteno são aquelas que carregam cores amareladas ou alaranjadas. Alguns exemplos:

  • cenoura;
  • melão;
  • batata doce;
  • laranja;
  • acerola;
  • manga tommy;
  • mamão formosa;
  • damasco;
  • abóbora cabotiá;
  • outros tipos de abóboras.

Em seguida, inclua na sua refeição alimentos que não têm exatamente essas cores, mas que disponibilizam betacaroteno em uma proporção relativamente maior que outros. Por exemplo,

O que acontece na deficiência de betacaroteno?

Os experimentos com humanos foram realizados com poucos voluntários. Porém, os resultados indicam que a deficiência de betacaroteno pode levar à dificuldade de acomodação visual quando se transita entre um ambiente claro e um lugar escuro.

A glândula tireóide de pacientes que não receberam betacaroteno durante um período passou a produzir hormônios em excesso. Logo depois da reintrodução de betacaroteno na dieta, os hormônios tireoidianos voltaram aos níveis normais.

Consumir muito betacaroteno engorda?

Não, o betacaroteno não engorda. Casos de intoxicação ou alergia são extremamente raros. No entanto, o excesso pode causar disfunções. A mais conhecida delas é a carotedermia, que é a coloração amarelada da pele. A carotedermia acontece em pessoas que abusam do consumo de alimentos com muito carotenóide, especialmente de cenoura.

A comunidade médica considera o consumo de até 5 mg de betacaroteno por kg de peso corporal como uma dose não prejudicial. No entanto, é sempre bom consultar um profissional da saúde, pois você pode apresentar uma sensibilidade desconhecida ao betacaroteno.

Outra restrição ao betacaroteno está relacionada a pessoas com alto risco de contrair câncer de pulmão. Essas seriam, por exemplo, fumantes e trabalhadores de minas de carvão. Algumas pesquisas revelaram um aumento de casos de câncer de pulmão em pessoas com essas características que receberam doses altas de betacaroteno.

Comprar o suplemento de betacaroteno

A média de preço do suplemento de betacaroteno em embalagens de 30 cápsulas com 50mg cada, tem seu preço médio em torno de R$43,00. Clicando no banner abaixo você pode comprar pelo menor preço em um site de confiança.

Consumo recomendado de betacaroteno na forma de suplemento alimentar

É possível sintetizar betacaroteno no laboratório. Assim, uma alternativa ao consumo de betacaroteno in natura é comprá-lo em cápsulas. Dessa forma, ele será um suplemento, embora possa continuar sendo inadvertidamente conseguido também via alimentação. Até por isso, muitas pessoas têm dúvida do limite máximo de betacaroteno que podem ingerir por dia.

Os resultados de testes nos quais os pesquisadores removeram o betacaroteno da dieta e avaliaram funções metabólicas indicam que doses diárias variando entre 15 e 50 mg de betacaroteno não causariam problemas. Elas manteriam as taxas de oxidação, a produção de hormônios da tireóide e as defesas imunológicas em níveis aceitáveis.

Alguns pesquisadores observaram que a ingestão de cápsulas de vitamina A causam intoxicação em algumas pessoas. O consumo de betacaroteno em cápsulas traz os mesmos benefícios da vitamina A, mas sem os efeitos colaterais.

O mais curioso é que, para que a conversão de betacaroteno em vitamina A aconteça de forma eficiente, precisa-se de um mínimo de gordura corporal. Então, pessoas que passam privação de alimentos com alta proporção de proteína e lipídios são as que menos convertem betacaroteno em vitamina A.

Isso mostra o quanto é ingênuo administrar um componente nutricional a população carente sem levar em conta certas condições.

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Leia também

Triptofano: Saiba para que serve, seus benefícios e efeitos colaterais

Além de melhorar a qualidade do sono o triptofano ajuda a reduzir o estresse e …

Leite de Magnésia faz bem para pele? ajuda emagrecer? Veja todos os seus benefícios!

O leite de magnésia ou hidróxido de magnésio é indicado principalmente para tratar da prisão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!