Página Inicial » Suplementos » BCAA em Pó, Cápsulas ou Líquido? Qual é a melhor opção no meu caso?
BCAA em Pó, Cápsulas ou Líquido?
BCAA em Pó, Cápsulas ou Líquido, qual a melhor opção?

BCAA em Pó, Cápsulas ou Líquido? Qual é a melhor opção no meu caso?

Diante dessas três opções, muita gente acaba ficando em dúvida de qual suplemento de BCAA comprar. Veja como fazer a escolha certa!

Se você está atrás de massa muscular, provavelmente já deve fazer boas séries de treinamento, assim como possivelmente está em uma dieta alimentar saudável.

Mas, muitas vezes, esses fatores não são o suficiente para conseguir o corpo dos seus sonhos. Os exercícios físicos mais intensos necessitam de muita energia e proteínas para surtirem efeitos.

 É aí que os suplementos alimentares entram. Eles servem exatamente para adicionar mais nutrientes, melhorar o metabolismo e elevar seu desempenho físico.

O BCAA é um desses suplementos. Ele é muito conhecido e utilizado, mas quem está pensando em comprá-lo pela primeira vez sempre tem uma dúvida: qual tipo devo escolher? O em pó, em cápsulas ou líquido?

Preparamos esse texto para ajudá-lo, mas antes, vamos falar um pouco sobre o BCAA, e porque ele é uma excelente opção para você. Caso queira se aprofundar ainda mais sobre esse suplemento e tirar o melhor dele, temos esse artigo principal onde falamos para que serve o BCAA. A leitura é muito importante para você não errar em alguns detalhes.

O que é o BCAA?

A sigla é uma abreviação da palavra inglesa branched chain amino acids (aminoácidos de cadeia ramificada). O suplemento é feito de três tipos de aminoácidos: leucina, isoleucina e valina.

Aminoácidos são responsáveis pela síntese de proteínas, os quais formam músculos, tecidos conjuntivos, tendões, etc.

Os três citados são chamados de aminoácidos essenciais, o que quer dizer que eles não são sintetizados pelo corpo e precisam ser obtidos pela nossa alimentação.

Os BCAAs formam até 35% da massa muscular do corpo. Por isso são importantes para o ganho de músculos, assim como para o desenvolvimento de outras fibras musculares.

Eles também podem ser encontrados em alguns alimentos (em menor quantidade) como: carne vermelha, feijão, laticínios, grãos, ovos, milho, trigo integral, frango, entre outros.

Como funciona?

Ao treinar de forma intensa, suas reservas de glicogênio (reservas energéticas) são rapidamente consumidas.  

Isso faz com que com que seu organismo necessite utilizar os aminoácidos do tecido muscular para continuar a ter energia para as atividades.

Quando esse processo acontece, você perde a massa magra, que é exatamente o que você treinando para obter.

Se você tomar o BCAA, ele impedirá que isso ocorra, por ser usado como a reserva de aminoácidos no lugar de seus tecidos musculares.

Aliás, ele faz isso enquanto impulsiona a síntese de novas proteínas, algo que ajuda na recuperação de seus músculos para as próximas séries de treinos.

O BCAA também libera mais insulina, que permite que a glicose seja utilizada como fonte de energia.

E mais:  o BCAA estimula a produção do hormônio do crescimento e do fator de crescimento, o que auxilia ainda mais no desenvolvimento muscular e na síntese de proteínas.

Quais são os benefícios?

Podemos mencionar os seguintes benefícios do BCAA:

1. Ganho de massa muscular

Uma das maiores vantagens do BCAA, que impulsiona a criação e o desenvolvimento das fibras musculares.

Em uma pesquisa de 2009, foi observado que os fisiculturistas que consumiram BCAA por de oito semanas conseguiram duas vezes mais massa muscular do que atletas que só tomaram um shake de whey, sem BCAA.

2. Diminui a perda de massa muscular

Benefício ótimo não apenas para atletas e fisiculturistas, mas também para quem quer perder gordura, já que a maior parte das dietas restritivas ocasionam na perda de massa magra.

Como o BCAA fornece aminoácidos para a síntese de proteínas, ele evita que haja grande perda muscular nas dietas com pouco consumo de calorias.

3. Possui função anabólica e anticatabólica

O catabolismo (transformação de matéria orgânica em fonte de energia) é um dos maiores inimigos do fortalecimento do corpo e da hipertrofia muscular.

Utilizar o BCAA diminui significativamente o efeito catabólico em seus músculos e melhora seu desempenho nos exercícios físicos.

O BCAA é anabólico porque aumenta a síntese de proteínas, e ajuda no equilíbrio de testosterona e cortisol, o que impulsiona mais fibras e o estado da hipertrofia.

4. Impulsiona a recuperação

Várias pesquisas mostraram que o BCAA consegue diminuir os sintomas e até evitar a Dor Muscular Tardia (dor que você sente após um treino intenso).

Isso é importante porque o tempo de recuperação diminui, o que proporciona que você treine por mais tempo e sem sentir dor.

5. Emagrecimento

Uma pesquisa indicou que a leucina (um dos componentes do BCAA) eleva o gasto energético e impulsiona o uso da gordura como fonte de energia.

Além disso, ela também reduz o apetite, o que te faz ingerir menos calorias enquanto queima as que já existem em seu corpo.

6. Diminui a fadiga

Certos estudos observaram que o BCAA circula através do sangue até o cérebro, e lá diminui a serotonina produzida, o que consequentemente baixa a sensação de cansaço.

Isso ocorre porque a serotonina é um neurotransmissor que pode aumentar a fadiga.

Algumas pessoas ainda utilizam o BCAA como um suplemento para diminuir a exaustão mental e conservar o estado de alerta e o raciocínio rápido.

7. Absorção veloz

Diferente de outros suplementos (que precisam passar pelo fígado), o BCAA vai diretamente para os tecidos musculares. Desse modo, você consegue usufruir seus benefícios com maior rapidez durante e após os treinos.

BCAA: Pó, cápsula ou líquido? Qual devo tomar?

Antes de falar mais detalhadamente sobre os três tipos, é bom deixar claro que nenhum estudo científico provou que um tipo é melhor do que o outro no quesito eficácia.

Ou seja, as vantagens e desvantagens listadas a seguir não tem a ver com o desempenho prometido, e sim com aspectos pessoais.

Confira a seguir informações importantes sobre cada um e decida qual parece ser o melhor tipo para você.

1. BCAA em Pó

Versão em Pó
Uma das versões mais vendidas, em pó, onde se mistura no shake com água.

Os próprios fabricantes do produto afirmam que a principal diferença do BCAA em pó é a pureza.

Isso porque ele não necessita de excipientes (substâncias utilizadas para aumentar o volume do suplemento) como acontece com as cápsulas.

Desse modo, a concentração de aminoácidos é mais elevada por grama, e consequentemente o custo benefício é melhor.

Por essa qualidade, ele é ideal para quem já gasta dinheiro com outros suplementos e está cansado de utilizar cápsulas.

O BCAA também é assimilado mais rapidamente pelo organismo, já que não é preciso digerir as cápsulas, que são mais demoradas na hora da digestão e absorção.

Vantagens

  1. Economia;
  2. Absorção rápida;
  3. Maior concentração;
  4. Facilidade da ingestão em maiores quantidades.

Desvantagens

  1. Sabor um pouco desagradável;
  2. Baixa praticidade, pois precisa ser consumido com algum líquido;
  3. Pouca solubilidade.

2. BCAA em cápsulas

Versão em cápsulas
Versão do BCAA em cápsulas

É o tipo mais comum no mercado. Normalmente encontrado em concentrações de 500 e 1000 mg.

Os fabricantes dizem que as cápsulas são melhores para comercializar porque proporcionam um maior controle da quantidade de aminoácidos ingerida.

No entanto, é quase impossível verificar se isso é correto em cada cápsula de BCAA, pois elas são feitas em grandes grupos.

Sem contar que as cápsulas não possuem apenas aminoácidos puros, mas também outros componentes para “encher” o produto. 

Consumir muitas cápsulas de uma vez todos os dias pode causar irritações gástricas, porque elas não são muito pequenas.

Em contrapartida, elas podem ser práticas para quem tem um dia ocupado porque não necessitam de grandes preparos, podendo simplesmente serem ingeridas com um copo d’água.

Vantagens

  1. Praticidade.

Desvantagens

  1. Dificuldade na ingestão de várias cápsulas;
  2. Pouca flexibilidade na dosagem exata;
  3. Valor alto.

3. BCAA em líquido

Versão liquida
BCAA liquido, a versão menos comercializada no Brasil.

Esse tipo é obviamente prático, pois não precisa preparar com pó e não precisa digerir qualquer cápsula. É ótimo para tomar até durante o treino ou em outras situações em que você não tem tempo para parar.

A assimilação do produto pelo organismo também acontece mais rapidamente, apesar de haver relatos de irritações estomacais.

Um dos problemas é que o BCAA líquido não é tão puro (parecido com o que acontece com as cápsulas) em sua concentração de aminoácidos, além do preço ser um tanto elevado. Também não é uma versão facilmente encontrada e vendida no Brasil.

Algumas pessoas dizem (apesar de não ser provado por estudos ainda) que o tempo em que o produto fica na prateleira pode modificar a integridade dos componentes, reduzindo a eficiência.

A validade realmente costuma ser menor do que o das formas anteriores.

Vantagens

  1. Praticidade.

Desvantagens

  1. Menor condensação de aminoácidos;
  2. Valor alto.

Se ainda tiver dúvidas sobre qual escolher, fale com um profissional e explique seus objetivos a fim de que ele(a) te ajude a selecionar o produto certo para as suas necessidades.

Leia também => Qual o Melhor BCAA do mercado em 2018? – LISTA ATUALIZADA!

Como tomar?

É indicado que você tome o BCAA por volta de 30 a 60 minutos antes ou depois do treino, de preferência com uma boa fonte de carboidrato.

Isso ajudará na absorção dos componentes e minimizará os efeitos do catabolismo durante e após os exercícios.

A dosagem certa depende do seu objetivo, mas alguns estudos mostram que tomar de 4 a 8 gramas antes do treino e de 6 a 8 gramas depois dele pode ser a melhor quantidade para usufruir de todos os benefícios da substância.

Caso seu principal objetivo seja a hipertrofia muscular, é recomendado tomar uma dose ao acordar, para bloquear o catabolismo que havia se iniciado durante a noite.

Vale lembrar que é importante consultar um médico ou nutricionista antes de começar a utilizar quaisquer suplementos.

Leia também => Devo tomar BCAA antes ou depois do treino?

Efeitos Colaterais

O consumo de BCAA na quantidade correta não acarreta efeitos colaterais sérios. No entanto, se você ultrapassar a dosagem indicada, pode acabar tendo alguns dos efeitos mencionados a seguir:

  • Problemas gastrointestinais;
  • Dores de cabeça;
  • Queda da glicose;
  • Náuseas;
  • Alteração na coordenação motora;
  • Flatulências;
  • Constipação;

Leia também => BCAA Engorda ou Emagrece?

Contraindicações

O BCAA costuma ter as contraindicações básicas de outros suplementos.

Veja a seguir:

  • Quem possui intolerância à lactose precisa prestar atenção nos rótulos;
  • Se está em tratamento com alguma medicação, fique atento às possíveis interações;
  • Caso possua algum transtorno de humor ou depressivo, é indicado que evite o suplemento;
  • Tome um cuidado maior se você possui algum problema renal ou alguma outra doença;

Nunca inicie o uso do BCAA ou qualquer outro suplemento, sem antes consultar um médico ou nutricionista. Esse artigo é apenas informativo e não substitui orientação de um profissional.

Relatos – Para você qual foi o melhor?

Já tomou alguma dessas versões? Deixe seu relato abaixo (nos comentários) falando como foi sua experiência e ajude os próximos leitores com seu depoimento.

Gostou desse artigo sobre o BCAA em pó, cápsulas ou liquido? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Agradecemos!

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend