Página Inicial » Dietas e Nutrição » A importância da alimentação para se ter uma “barriga definida”

A importância da alimentação para se ter uma “barriga definida”

A dieta bem elaborada tem papel fundamental para se conseguir um “abdômen definido”, veja nossas dicas de alimentos.

Chegando o verão, muitas pessoas buscam a definição de músculos, especialmente da barriga. Uma das principais coisas que se deve fazer na hora de secar a barriga, ou perder peso, é ficar atento à alimentação. Ela uma das responsáveis pela queima das gorduras da região abdominal, além de diminuir o nível de gordura corporal. Exercícios atrelados à alimentação correta fazem secar a barriga e dar aquele aspecto de tanquinho, deixando os músculos à mostra, situação tão perseguida, principalmente no verão.

Como definir o abdômen?

alimentos para definir o abdômenO aspecto de tanquinho só é possível ter quando a capa de gordura diminui ao ponto dos músculos trabalhados possam ser vistos. Algumas dicas são imprescindíveis na hora de alcançar a tão sonhada barriga chapada.

Os principais alimentos que podem auxiliar na queima da indesejável gordura abdominal são de efeito termogênico. Eles são responsáveis por acelerar o metabolismo, queimando mais calorias. Porém, é necessário que seu organismo se adapte a tal situação. Não adianta somente comer alimentos termogênicos para que a queima de gordura aconteça. É necessário diminuir a ingestão de calorias, em relação ao que é queimado. Somente assim o corpo poderá realmente queimar as gorduras.

Leia também: Bebidas e Alimentos Termogênicos que vão auxiliar no seu emagrecimento

Outro ponto importante é a razão calorias consumidas versus calorias queimadas. Quando consumimos menos calorias do que gastamos, o corpo terá que dispor de suas reservas para realizar suas funções e atividades diárias, as quais demandam por certas quantidades de energias. As reservas, normalmente, são as gorduras depositadas em locais estratégicos no corpo, como barriga, braços, pernas, costas e pescoço. Ao gastar a energia, não tendo ingerido a quantidade necessária, o corpo irá em busca dessa reserva, queimando-a. Por isso, quando você for montar suas refeições diárias, opte por alimentos com menos teor calórico, além de menos gordura e lipídios.

Alimentos para incluir na sua dieta

Alimentos como queijos e carnes brancas possuem menos gordura, consequentemente menor teor de calorias. Frutas e verduras devem ser adicionados, pois dão saciedade, diminuindo a vontade de se alimentar mais vezes e de alimentos mais calóricos.

Alimentos ricos em fibras, como os integrais, as frutas e verduras, são importantes para o processo de perda de gordura e emagrecimento. Os produtos integrais são ricos em vitaminas No caso de produtos industrializados, como pães e biscoitos, o processamento ocorre com a casca, a qual, quando entra no organismo, é responsável por liberar glicose de maneira lenta. Quando o corpo recebe a glicose de maneira mais devagar, o pâncreas diminui a fabricação de insulina, que é responsável por levar a glicose aos pontos necessários no corpo. Quando consumimos alimentos com glicose de fácil absorção, a insulina chega a níveis muito elevados, os quais além de serem prejudiciais à saúde corroboram para causar a reserva de glicose na região do abdômen inferior.

Os alimentos integrais, além da qualidade mencionada acima, também possuem muitas fibras. Tais não são totalmente digeridas pelo organismo, indo diretamente para o intestino. Além de causarem saciedade, pois é um alimento com maior massa consumida, porém não é assimilada, limpam o organismo, protegendo o corpo de várias doenças.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Leia também: Alimentos que ajudam a emagrecer.

Como foi falado, alimentos com açúcar de fácil assimilação podem causar uma demanda por insulina, a qual aumenta a possibilidade de armazenamento de reservas, ou seja, a glicose, no abdômen inferior. Para evitar isso, os alimentos com baixo índice glicêmico são os mais aconselhados. Mesmo se tratando de carboidratos, eles possuem menos glicose de fácil assimilação, por isso auxiliam na queima de gordura. Quando o corpo precisa realizar muitos processos para assimilar algum nutriente, ele queima calorias. Por isso, alimentos mais complexos, como os integrais ou aqueles com baixo índice glicêmico, são ótimos para queimar calorias.

Exercícios abdominais ajudam a definir barriga?

Os exercícios que ajudam a queimar as gorduras do abdômen não são necessariamente locais, ou seja, não é somente o abdominal que auxiliará a definir a barriga. O abdominal atinge os músculos do abdômen. Porém, para que estes sejam vistos, é necessário perder a capa de gordura que os escondem por debaixo da pele. Portanto, para conseguir que a gordura saia daquele ponto, é necessário causar a queima calorias de maneira global. Exercícios que alcançam esse objetivo são os aeróbicos. Corridas, danças, lutas são excelentes para causar a queima da gordura acumulada no abdômen.

Os abdominais são muito importantes também. Eles queimam um pouco de gordura quando são realizados, mas os objetivos reais desse exercício é causar a definição dos músculos. Quando a gordura abdominal for reduzida, os músculos do abdômen estarão mais definidos e poderão ser vistos. Falamos mais especificamente sobre esse assunto nesse artigo aqui: Perder gordura localizada e abdominais para “perder barriga” é possível?

Antes de modificar seu padrão alimentar e iniciar exercícios, consulte um médico e faça os exames necessários. Sempre realize exercícios com o acompanhamento de um profissional do esporte. Beba muito líquido, a hidratação é responsável por auxiliar e muito na perda de gordura.

Sobre Raquel Torres Costa Bressan

Leia também

O que avaliar ao procurar um nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é um profissional fundamental para que você tenha melhores resultados em seu …

Recuperação muscular, 10 dicas para otimizá-la e ter melhores resultados!

A recuperação muscular é fundamental para que a hipertrofia aconteça e você tenha os resultados …

  1. Parabéns pelos artigos, a população em geral, necessita de melhores esclarecimrntos da importância de uma boa nuttição, e manobras suplementares para resultados seguros. Fico agradecido caso haja possibilidade de envio de artigos do gênero. Um abraço sucesso sempre.

  2. Bom dia a todos os webmasters/leitores do blog.

    Excelente o material encontrado aqui…

    Gostaria da seguinte ajuda:
    Sou policial militar. E devido à rotina de noites em claro e o próprio trabalho, acabo por me alimentar mal, em quantidades erradas e com alimentos errados. Atualmente tenho 1,80 mts, com 97 kg, com uma BF bem alta. Bem acima do meu imc ideal. E esse excesso está concentrado na… barriga!

    Estou iniciando um programa de treinamentos aeróbicos, aliados a um termogênico. Porém eis minha dúvida:
    As dietas que encontro são bem difíceis de se aplicar na minha rotina. Logo, alguém poderia me orientar sobre soluções mais fáceis de se montar uma dieta? Ex: uma fruta num certo horário – perfeito. Posso parar a viatura num hortifruto e comprar sem problemas… granola, aveia, etc, aliados a frutas e shakes são mais fáceis para minha rotina…
    Alguém pode me dar essa força?

  3. Muito bacana esse artigo!
    Tenho 41 anos, pratico musculação há muitos anos.
    Após um treino de musculação, o que o organismo busca PRIMEIRO como fonte de energia na sua recuperação, a gordura corporal ou a própria musculatura?
    Se a resposta for o músculo, é por isso que ingerimos carboidratos (Malto, por exemplo) pós treino para que o corpo “escolha” essa substância como fonte de energia, dessa forma preservando a musculatura?
    Aguardo.

    Abraço.

    Marcelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!