Página Inicial » Emagrecimento » 7 dicas infalíveis para reduzir a retenção de líquidos

7 dicas infalíveis para reduzir a retenção de líquidos

Um problema que está diretamente relacionado a qualidade de vida e questões estética, a retenção hídrica incomoda muitas pessoas. Veja neste artigo, como reduzi-la!

Reduzir e eliminar retenção de líquidos

Uma questão que traz incômodos para os homens, mas que aflige principalmente as mulheres. A retenção hídrica é um problema que traz desconfortos e principalmente, prejudica as questões estéticas. As mulheres, por toda a sua questão hormonal, são na maioria das vezes, as maiores vítimas dela.

A prática de exercícios físicos, alimentação correta e ingestão adequada de líquidos, tende a diminuir consideravelmente a retenção hídrica. Porém, existem casos onde isso ainda não é o suficiente.

Por isso, é muito comum vermos pessoas que estão buscando formas de reduzir a sua retenção hídrica. Mas antes de falarmos especificamente disso, é importante entender por que ocorre a retenção hídrica!

Por que ocorre a retenção de líquidos?

De forma geral, a retenção hídrica ocorre por que, por algum motivo, o corpo não consegue eliminar de forma adequada, os fluidos corporais. De forma geral, o sistema linfático e circulatório, não conseguem, por motivos variados, retirar tudo o que deveriam em termos de líquidos.

As razões para que ocorra a retenção hídrica são muitas. Em muitos casos, ela é multifatorial.

Veja agora, algumas das principais razões para que ocorra a retenção hídrica.

  • Caso haja uma alteração de pressão nos capilares sanguíneos ou as paredes dos mesmos se tornem muito impermeáveis, a água permanece nos tecidos e causa a retenção.
  • Quanto temos excesso de fluido no sistema linfático, este excesso irá permanecer nos tecidos. Com isso, lugares onde a circulação sanguínea e linfática é mais complicada, como pernas, tornozelos e pés, acabaram ficando mais inchados.
  • Deficiência na ingestão e síntese de proteínas, quando ocorre de forma severa.
  • Insuficiência de algumas vitaminas, sendo a principal a B.
  • Durante menstruação ou no período gestacional.
  • Sedentarismo.
  • Na utilização de determinados medicamentos, como anticoncepcionais, terapia hormonal, drogas anti-inflamatórias (não esteroides) e betabloqueadores.
  • Excesso de ingestão de sódio ou açúcar.

Estes são alguns dos principais motivos pelo qual ocorre a retenção hídrica. É óbvio que não podemos tomar um deles, de forma particular como a única causa. Afinal, temos um fator preponderante nisso tudo: a genética.

Como a retenção hídrica é oriunda de uma falta de circulação, seja sanguínea ou do sistema linfático, temos muitos elementos envolvidos neste caso. Por isso, não podemos tomar apenas um ou outro destes motivos, como o único ou principal.

É fundamental que você consulte um médico, para que ele possa identificar, através de exames clínicos, quais os principais motivos para que você tenha retenção hídrica.

Como reduzir a retenção de líquidos?

Existem diversas formas, que em um contexto geral, ajudaram a melhorar e muito a questão da retenção hídrica. Lembrando, que existem elementos hormonais e genéticos, que precisam ser tratados por um médico.

Mas no geral, algumas medidas ajudam e muito, na melhora da retenção hídrica. Veja algumas delas!

1. Beba muito líquido

O maior erro das pessoas que sofrem com retenção de líquidos é acreditar que devem ingerir menos líquidos. Como a retenção é oriunda de algum problema que afeta a circulação, a ingestão correta de líquidos ajuda a melhorar este quadro. Além disso, ingerindo mais líquidos, todo o sistema linfático, circulatório e rins, acabam sendo “forçados” a funcionar melhor. Com isso, temos uma redução da retenção hídrica.

Este é sem sombra de dúvidas, o elemento que precisa ser “atacado” já de início. Isso porque, com a correta ingestão de água, teremos uma melhora de todos os processos metabólicos e hormonais. Isso, afeta diretamente a circulação geral e linfática, o que reduz os inchaços.

Leia também => Retenção de liquido: Como acabar com o inchaço

2. Pratique musculação

Outro erro muito comum das pessoas que apresentam retenção hídrica, é fugir da musculação, sob a justificativa de que ela “piora o quadro”. Quando fazemos musculação e desenvolvemos nossos músculos, estes demandam de mais nutrientes. Com isso, ocorre um processo de aumento dos capilares sanguíneos que fornecem nutrientes para os músculos. Desta maneira, com o aumento da massa muscular, temos necessariamente, um aumento considerável na qualidade da circulação sanguínea. Isso, em médio prazo, ajuda consideravelmente na melhora dos casos de retenção hídrica.

3. Sua dieta deve ser muito bem controlada

Salvo raros casos, a dieta é uma das razões mais comuns para termos retenção hídrica. Excesso de gorduras de má qualidade, sódio ou carboidratos simples, são elementos que atuam diretamente na piora do quadro de retenção hídrica. Neste sentido, qualquer pessoa que busque reduzir este quadro, precisa se preocupar diretamente com a qualidade de sua dieta.

Se a dieta estiver com boa qualidade e a ingestão de líquidos também, teremos uma melhora considerável do quadro de retenção hídrica. Isso porque teremos o aporte dos nutrientes necessários e também estaremos contribuindo para que a questão hormonal esteja mais equilibrada.

4. Pratique exercícios aquáticos

Os exercícios aquáticos, como natação, hidroginástica e outros, ajudam a tornar os vasos sanguíneos e linfáticos mais maleáveis. Com isso, temos uma melhora de todo o processo circulatório. Estes exercícios, pela pressão da água ser menor do que a do ar, fazem com que a circulação como um todo, mas principalmente dos membros inferiores, seja melhorada consideravelmente.

5. Exercícios aeróbicos em geral

Os exercícios aeróbicos em geral, trazem uma melhora considerável na questão da retenção hídrica. Como este problema é causado, em grande parte por problemas circulatórios, os exercícios aeróbicos trazem uma melhora considerável ao quadro. Caminhada, bicicleta, corrida ou natação, por exemplo, são muito indicados para quem apresenta este quadro.

Leia também => Melhores tratamentos para combater a celulite

6. Evite ficar muito tempo na mesma posição

Pessoas que trabalham por muito tempo em pé ou sentadas, devem buscar formas de alternar estas posições. Caminhar, fazer atividades em outras posições e manter movimentos “funcionais” ajudam a melhorar este quadro. Por exemplo, alguém que fica muito tempo sentado, deve a cada período de no máximo uma hora e meia, levantar e dar uma caminhada. Isso fará com que haja uma melhora na circulação local e redução da retenção hídrica.

7. Se possível, faça drenagem linfática com frequência

A drenagem linfática é uma das formas de melhorar consideravelmente a retenção hídrica. Como ela irá estimular a circulação em níveis linfáticos, teremos literalmente uma drenagem das impurezas que estão neste sistema. Porém, como ela está lidando diretamente com o sistema linfático, é fundamental que ela seja feita por profissionais formados e capacitados. Em casos de doenças como trombose, ela é contraindicada.

Se feita da forma correta, por profissionais capacitados, a drenagem linfática é um dos elementos complementares mais importantes para este caso. Porém, ela sozinha, sem as práticas citadas acima, não trará resultados consideráveis!

A retenção hídrica traz problemas para a saúde, prejudica o emagrecimento, gera desconforto e problemas estéticos. Lutar contra ela é fundamental para sua qualidade de vida e saúde. Em casos mais complexos, de ordem patológica, por exemplo, sempre deve-se procurar um médico. Bons treinos!  

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Leia também

Morosil emagrece? Veja sua composição, relatos e onde comprar

Veja uma resenha completa sobre o emagrecedor Morosil. Como ele atua no corpo, como tomar …

Termogênicos – O que são, Para que serve, se faz mal e como tomar

Saiba como funciona a ação dos termogênicos no organismo. Quais seus benefícios e efeitos colaterais. …

  1. muito bom o texto , vou botar em pratica

  2. Olá, aproveitando, quais soluções vocês dão para melhorar a circulação de veias inchadas e diminuir o risco de trombose?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!